TEONTOLOGIA – QUE CONVERSA É ESSA DE BINITARIANISMO?

TEONTOLOGIA – QUE CONVERSA É ESSA DE BINITARIANISMO?

15 de maio de 2020 Pr. Fernando Galli 0

Na internet, alguns hereges estão ensinando uma heresia que admite a divindade do Pai, que o Filho foi criado pelo Pai, e que o Pai é o Espírito Santo  O Filho teria sido gerado no ventre de Maria pelo Pai, que é o Espírito Santo. O Filho seria um corpo humano através do qual Deus se manifestou, ou o corpo de Deus. Com vocês, a heresia do binitarianismo brasileiro*.

As Supostas Bases Bíblicas do Binitarianismo

Jesus não é o Filho Eterno do Pai. Os binitarianos, pelo menos aqui no Brasil, afirmam que apenas o Pai é Eterno, Deus de eternidade a eternidade. (Salmos 90:2) O Filho teria sido uma manifestação em corpo do Pai. Antes de ser gerado aqui na terra, o Filho não existia. O verbo não era Jesus, mas era Deus no princípio e estava com Deus, pois o verbo era a expressão verbal de Deus na criação.

RESPOSTA CRISTÃ – A Bíblia não corrobora com nenhum desses ensinos. Hebreus 1:8-10 afirma que o Pai se dirige ao Filho como Deus e como Senhor, pois o Filho estendeu os céus e a terra na criação, sendo assim o Filho estava com o Pai no ato da criação, por isso que João 1:3 afirma que tudo foi criado por meio do Verbo, que é Jesus, já que Colossenses 1:15, 16 afirma que Jesus é o primogênito (herdeiro) da criação porque por meio dele, Jesus, todas as coisas foram criadas. Sendo assim, Jesus era Deus com o Pai e o Espírito Santo antes de haver mundo, antes do tempo e do espaço ser criado, quer no mundo físico, quer no mundo espiritual. Logo, Jesus é o Filho eterno de Deus, gerado desde sempre, desde a eternidade.

O Espírito Santo, para o binitrarianos, é o Próprio Pai, ou o Espírito do Pai. Segundo eles, Deus, o Pai é Espírito e é Santo (João 4:24; 1 Pedro 1:15, 16), sendo assim o Pai, chamado de Espírito Santo em Mateus 1:18, 20, foi quem gerou Jesus. Com isso em mente, perguntam: Se o Espírito Santo não é o Pai, como Maria pôde ter sido achada grávida do Espírito Santo e Jesus pôde ser obra do Espírito Santo e não do Pai?

RESPOSTA CRISTà –  A Bíblia não ensina nada disso! Jesus prometeu enviar o Espírito Santo da parte do Pai. (João 15:26) Em primeiro lugar, se Jesus não fosse o Filho Eterno do Pai, mas alguém criado, ele não poderia enviar o Espírito Santo da parte do Pai. Criaturas não enviam nada da parte do Pai, mas é o Pai que envia. Segundo, Jesus não afirmou que o Espírito Santo é o Pai, mas que viria da parte do Pai. Além disso, em João 16:13, 14, afirma que o Espírito Santo, ao ser enviado por Jesus, falaria apenas daquilo que tivesse ouvido, pois na economia da Trindade o Pai determina o que o Filho e o Espírito Santo nos dizem. Nenhum deles fala de sua própria iniciativa. Assim, perguntamos ao binitarianos: O Espírito Santo, se é o Pai, falaria do que tivesse ouvido de quem? Não faço a menor ideia de como será o malabarismo manipulêutico que usarão para se sair dessa! Sem contar que, nas palavras de Jesus, quem envia de fato o Espírito Santo é o Pai (João 14:26), em nome de Jesus.

Jesus foi aqui na terra o corpo do Pai ou do Espírito Santo. Os binitarianos afirmam que o verbo, ou seja, Deus (o Pai) se fez carne e habitou entre nós. (João 1:14) Por isso, Deus teria assumido um corpo humano (sem deixar de ser espírito), a quem deu o nome Jesus Cristo.

RESPOSTA CRISTÃ – A Bíblia também não ensina nada disso. Em Filipenses 2:5-8, em grego, diz que Jesus, existindo na forma de Deus, ou seja, sem deixar de ser Deus, assumiu a forma humana. Ou seja, o Filho já existia como Deus antes de vir à terra, sendo assim, foi Ele, Jesus, quem veio aqui com duas naturezas, a divina e a humana. A isto chamamos de união hipostática. Logo, o Pai não veio aqui num corpo chamado Jesus.

Um Alerta à Igreja

Esta heresia do binitarianismo está conseguindo adeptos totalmente rasos em teologia. Precisamos estar atentos a mais um falso enganoso ensino promovido pelo diabo. Os promotores dessa heresia se apresentam nas igrejas e nas redes sociais como pessoas que “nada têm contra aos irmãos trinitários”, mas aos poucos destilam seu veneno contra a Igreja, nos tachando de politeístas. Que possamos, individualmente e como igreja, dar uma resposta a esses contradizentes da doutrina cristã e apostólica. – Pr. Fernando Galli.


* O binitarianismo aqui no Brasil difere do binitarianismo tradicional, onde este último apregoa Pai e Filho como sendo duas pessoas distintas mas num único Deus, e o Espírito Santo sendo o Espírito do Pai e do Filho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *